quarta-feira, 27 de outubro de 2021


O Espetáculo Vai Começar!

A blogosfera portuguesa anda de cabelos em pé por causa da talvez iminente dissolução do parlamento prometida pelo Presidente da República no caso de o orçamento do Estado para 2022 chumbar.

Da forma como as coisas andam, mergulhada que está a política, há vários anos, numa imensa falta de vontade de fazer o que quer que seja além da gestão corrente, será assim tão complicado que fiquemos condenados à mesma gestão corrente por parte de um governo demissionário que há tanto tempo demissionário parece estar?

Se houver eleições, que trarão elas à democracia?

mal de ficarmos, uma vez mais, a conhecer a vontade popular? O receio legítimo de que boa parte dela penda para a extrema-direita*), como parece estar a acontecer? O mal da extinção de partidos que já deram todos os sinais de estar a implodir ou, pelo menos, a definhar*)? Ou não passará toda esta excitação do mesmíssimo frisson que nos deixa em pulgas num desafio de futebol ou na contagem de votos de um qualquer festival da canção? Terá a desluzida política chegado ao ponto de nos merecer tão pouco crédito? Tão pequena consideração?

Como, para os mais desatentos, a COVID é coisa do passado, será que andamos todos a olhar para o eventual refrescamento governativo apenas como uma oportunidade única de nos massajar, pelo menos durante mais alguns dias, um sistema nervoso que a falta de notícias dignas desse nome e a falta de interesse imediato das restantes condenou à inaneidade e ao conformismo perante a empáfia incompetente e prepotente da governação?

Teremos, por completo, abdicado da vontade de mudar, de melhorar?

Vamos, então, buscar os pistachos e as jolas, e abanquemos com os amigos em frente à ARTV, para variar um pouco da SPORTV, uma e outra cada vez mais parecidas na natureza do conteúdo e na sua falta de substância.

Passa das onze. O Presidente da República já tem a mão no bolso dos cartões.

O espetáculo vai começar!

2 comentários:
  1. Texto fantástico e que subscrevo. Agora que escrevo já com "o prognóstico no final do jogo" penso que o aviso esganiçado do Pedro (PR) sobre a vinda do lobo mau ( chumbo do Orçamento) obteve um efeito oposto: não uniu, mas esbaforiu. Não levou ao comedimento, à reflexão do ato, levou antes à debandada e todos ficaram, tipo soldadinhos de chumbo, encostados ao muro.
    Com o PSD e o CDS em estilhaços, penso que as eleições vão ter um efeito de 360 graus, seguindo, assim, a máxima de G.T.di Lampedusa.
    Nova corrida, nova viagem, aquele grito do homem do carrossel e que tanto me excitava, já não me excita. Enfada-me.
    Boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enfada, de facto. Ademais, não posso deixar de perguntar-me se todo este rocambolesco folclore de comentários acerca de tudo e mais alguma coisa que por aí grassa na comunicação social não corresponderá menos a uma vontade genuína de contribuir para a reflexão e o esclarecimento público do que, a troco de expressiva remuneração, para a exaltação de supostas qualidades próprias que parecem cada vez mais difíceis de discernir em quem escreve e fala.
      Aguardemos, sem entusiasmo e sem grande expetativa, o que virá de novo naquilo que já enfada também por ser tão antigo.
      Uma ótima semana, e esqueçamos os dias de... Outono.

      Eliminar

Comentar é a melhor forma de ajudar a validar ou invalidar as convicções de quem escreve ou irá ler. Muito obrigado!