segunda-feira, 10 de janeiro de 2022


Luso: Grande Hotel das Termas

Grande Hotel das Termas do Luso

Hotel tradicional*), desenhado por Cassiano Branco*),
ex-libris das termas bem conhecidas pela Água do Luso*), uma das mais antigas engarrafadas em Portugal.

Resta esperar que os hóspedes que hoje o frequentam se não pareçam com alguns que apenas envergonham a oferta turística, tão essencial à saúde da economia nacional.


Outros temas que poderão interessar-lhe no Mosaicos em Português:
- Outros postais dos tempos idos de Portugal Leia AQUI
- O triste espetáculo que nos é proporcionado sobre quem não sabe estar Leia AQUI


4 comentários:
  1. Sujeito a remodelação, sobretudo interior, a traça exterior continua a mesma. Quando os meus filhos eram pequenos, descia muitas vezes o Buçaco e levava-os à piscina do Grande Hotel. Hoje o Hotel dispõe de uns salões onde têm lugar exposições diversas. É, na verdade, um ex-libri bairradino.
    Preciso colocar em dia a leitura dos seus textos sempre interessantes e muito bem escritos. E comentá-los.
    Obrigada.

    ResponderEliminar
  2. Não consegui encontrar a opção para poder adicionar o seu blog aos que sigo, mas estarei a acompanhá-lo de hoje em diante, graças ao link que partilhou num dos meus textos, e que agradeço!

    Quanto a esta publicação, embora conheça um pouco a história das termas, confesso que desconhecia este hotel. Por isso, só tenho a agradecer esta partilha! Quantas transformações este hotel não terá presenciado desde que abriu portas, não só a nível de remodelações ou restauro, mas também a nível de gerência, da forma como era explorado, ou servia o público, e até mesmo do género de frequentadores...
    Obrigada, boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pela visita, bem como pelas suas palavras.
      A opção para adicionar encontra-se à direita do texto de rodapé da imagem do Hotel, mas receio bem que apenas esteja disponível para utilizadores do Blogger, e não do Sapo.
      Votos de uma ótima semana, também!
      Será sempre um gosto lê-la aqui.

      Eliminar